Hi Technologies - Conheça a startup que desenvolveu um teste de quinze minutos para a detecção do coronavírus
CasesFollow-on

Hi Technologies: a startup que desenvolveu um teste de quinze minutos para a detecção do coronavírus

Sobre a Hi Technologies

O passo a passo para a realização de um exame, na maioria das vezes, é bastante burocrático: precisamos ir ao médico, se dirigir ao laboratório especializado, fazer os procedimentos necessários, e, só após alguns dias, obtemos os resultados para análise do especialista.

Como, em se tratando de saúde, o tempo é um grande aliado, ter resultados rápidos para um exame pode ser essencial para determinados tratamentos e para que um paciente possa vencer doenças ainda em estágio inicial.

Pensando nisso, a Hi Technologies – startup curitibana, fundada em 2004 – criou o Hilab, dispositivo que realiza uma série de exames em qualquer estabelecimento que conte com a solução (farmácias, clínicas ou consultórios médicos) e disponibiliza o resultado em poucos minutos.

Com o Hilab é possível, por exemplo, fazer exames bioquímicos (glicemia, perfil lipídico, hemoglobina glicada); hormonais (gravidez, PSA, vitamina D), além da detecção de doenças infecto-contagiosas.
Com clientes como Rede Pague Menos, Raia Drogasil, Panvel, Nissei e Araújo, a empresa possui 130 funcionários e conta com um crescimento médio de 30% ao longo dos últimos meses.

O Desafio

Diante da expansão da pandemia de COVID-19 no Brasil e no mundo, a startup desenvolveu um exame para detecção do coronavírus que gera resultados em apenas 15 minutos, e que pode contribuir tanto para o controle da transmissão do vírus, quanto para o tratamento adequado dos pacientes.

Para atender a alta demanda no país, a Hi Technologies fez parcerias para produção em larga escala, incluindo com o Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, por meio da chamada especial do Edital de Inovação para Indústria que apoiará projetos de diagnóstico, prevenção e tratamento à Covid-19.

A Solução

Por meio do Hilab, que funciona como um laboratório portátil, o profissional de saúde retira algumas gotas de sangue do dedo do paciente. Após a coleta, a amostra é colocada em contato com os reagentes dentro de uma pequena cápsula, que é depositada dentro do dispositivo que cabe na palma da mão.

O dispositivo, então, cria uma “versão digital” da amostra que é transmitida instantaneamente via internet para a equipe de biomédicos em um laboratório físico, no qual especialistas, que contam o auxílio de algoritmos de Inteligência Artificial (IA), vão emitir um laudo em até 15 minutos. O paciente, por sua vez, pode receber o resultado do seus exames no smartphone, via SMS ou email.

Resultados

  • Detecção do coronavírus em apenas 15 minutos;
  • Maior agilidade para isolar e tratar pacientes de modo adequado;
  • Contribuição para o controle da pandemia de COVID-19;
  • Possibilidade da realização de outra série de exames em poucos minutos;
  • Desburocratização de processos e obtenção de resultados rápidos.

Contatos

Sobre o Follow-On:

Com uma rede que já conta com mais de 90 parceiros, o Follow-on é uma iniciativa organizada pela Liga Ventures que tem como objetivo reforçar a crença no ambiente empreendedor e de inovação do Brasil diante do cenário atual. O Follow-on quer contribuir para a discussão de uma Agenda Positiva de retomada, pautando as ações de inovação com startups como algo fundamental também em momentos de crise. A nossa rede está organizando uma série de apresentações de pitches de startups, conteúdos especiais, painéis com especialistas, cases estruturados, artigos de opinião, entre outros formatos para que possamos fundamentar ainda mais nossas decisões para uma Agenda Positiva de retomada.

Sobre a Liga Ventures:

Criada em 2015, a Liga Ventures é uma das maiores aceleradoras de startups do país e pioneira no mercado de aceleração corporativa e corporate venture, com parceiros como Porto Seguro, GPA, Banco do Brasil, Brink’s, Embraer, Mercedes-Benz, TIVIT, Saint-Gobain, Unilever, Vedacit, Souza Cruz, Suvinil, Bauducco, Ferrero, Colgate-Palmolive, Unimed FESP e Sodexo. A Liga também já acelerou mais de 200 startups nos ciclos de aceleração e criou mais de 25 estudos inéditos por meio do projeto Liga Insights, apontando startups que estão inovando nos setores de AutoTech, Retail, Tecnologias Emergentes, HR Techs, Health Techs, IT, Real Estate, Food Techs, MarTechs, AgroTechs, EdTechs, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo