Nova Mobilidade Urbana no Brasil: a transformação através da tecnologia
EstudosMobilidade
Tendência

Nova Mobilidade Urbana no Brasil

Inovação e tecnologia como motores de uma transformação

A Mobilidade Urbana no Brasil está sendo palco para diversas discussões e experimentações, uma vez que a população está mudando hábitos de consumo e que novos desafios econômicos surgem nos centros urbanos.

O estudo de mercado Liga Insights – Nova Mobilidade traça um panorama sobre a Mobilidade Urbana no Brasil, seus desafios, oportunidades e caminhos futuros com base nas tecnologias. Aproveite para conhecer!

O que é a Nova Mobilidade Urbana?

A nova mobilidade propõe um olhar inovador e conectado para o deslocamento das pessoas, focando na praticidade para o usuário. No estudo, Sergio Avelleda, Diretor de Mobilidade Urbana da WRI e Ex-secretário de Mobilidade e Transporte de São Paulo, definiu a nova mobilidade como  “serviços de transporte baseados em plataformas”.

Em outros setores é comum trazermos a inovação sob o ponto de vista de um novo mercado, mas para a Mobilidade Urbana esta realidade se apresenta de forma diferente devido a forte atuação do setor público.

A Nova Mobilidade vai muito além dos aplicativos, embora englobe em larga escala soluções ride-hailing e compartilhamento de veículos.

As novas tecnologias também podem ajudar o poder público a viabilizar as transformações para tornar a mobilidade mais eficiente, especialmente com a inclusão de tecnologias emergentes no processo de planejamento urbano, como big data, sensorização e internet das coisas.

Nesta versão vocês irão encontrar:

  • Uma série de conteúdos aprofundados sobre os desafios, tendências e oportunidades ao redor do tema aqui no Brasil
  • Entrevistas com mais de 15 especialistas na área, entre eles representantes de empresas e instituições como Waze, Voltbras, Tembici, 99, BYD, Navegue, UFAL, Meryt, Cittati, entre outros
  • Análise do papel dos atores do ecossistema de inovação no amadurecimento e crescimento das startups na área
  • Um debate sobre os caminhos das Smart Cities
O estudo foi realizado em parcerica com a CargillDerraik & MenezesEngieiDEXO e STATE.
 

Liga Insights tem como objetivo realizar estudos e produzir conteúdos relevantes, retratando de maneira consistente e aprofundada os principais desafios, oportunidades e movimentações destes setores para uma transformação digital, mostrando casos reais e soluções já existentes no Brasil para que isso aconteça.

 

Inovação e tecnologia na Mobilidade Urbana

A mobilidade urbana é um elo fundamental da economia global. Segundo dados do Oliver Wyman Forum, até 2030 o mercado global de mobilidade vai crescer cerca de 75%, saindo do marco de $14.9 trilhões em 2017 para $26.6 trilhões em 2030.  O setor de “Serviços, Sistemas e Dados”, representando a chegada da nova mobilidade, é o que promete maior crescimento, com 12,5% de taxa de crescimento anual. Já o setor de energia aplicada a mobilidade urbana poderá alcançar sozinho o marco de $4,8 trilhões de valor de mercado em 2030.

Assim, construímos este estudo sobre o mercado de mobilidade urbana no Brasil para abordar com mais profundidade, como a tecnologia e inovação podem ser fortes aliados na evolução da experiência dos cidadãos e para pautar as possibilidade de futuro, do ponto de vista da gestão pública.

Conheça cases e saiba a opinião de startups de mobilidade urbana

No estudo que produzimos sobre mobilidade urbana no Brasil e inovação, você poderá ainda ter acesso a listas de startups, entrevistas com empreendedores, cases e análises sobre soluções internacionais e nacionais. Veja abaixo as startups que participaram:

Meryt
Voltbras
Navegue
Via
Quicko
99
TemBici
Waze
BrightCities

Cittati

Preencha o formulário abaixo para ter acesso ao estudo

Quer conhecer mais sobre a Liga Ventures, aparecer nos próximos estudos ou saber como se relacionar com as startups?

Botão Voltar ao topo
Mapas de startups atualizados constantemente?

Conheça a Startup Scanner e acompanhe todos os movimentos de startups e soluções para a sua área e setor.