A Aceleração de Startups na construção de projetos de inovação
Inovação

Aceleração de Startups

Como a metodologia de Aceleração de Startups pode ajudar na construção de projetos de inovação

A Aceleração de Startups: projetos, negócios e desenvolvimento

Há algum tempo, os programas de Aceleração de Startups são conhecidos dentro dos ambientes de inovação aberta, porém, por muitas vezes, suas reais funções são compartilhadas com outras ações, como as incubadoras e hubs de inovação, que também objetivam o relacionamento com as startups.

O que é importante entender neste contexto, é que a atuação dos programas de Aceleração de Startups coexistem com as demais iniciativas de inovação aberta, sejam elas mais no começo da jornada, ou em etapas mais avançadas e maduras desse caminho, compondo uma estratégia com diversas stacks de inovação.

Mas quais são os reais objetivos e funções de uma Aceleração de Startups?

Para responder a essa pergunta, não precisamos ir muito longe do que os próprios termos já definem: a Aceleração de Startups serve para concentrar esforços, recursos e conhecimento a favor de um amadurecimento em alguma variável do negócio, em um prazo de tempo menor que o da sua maturação natural.

Estas variáveis de maturação podem ser:

  • Características internas das startups, como seu modelo de negócio, produto, mercado, entre outras;
  • Investimentos, para a busca acelerada de recursos para se aplicar internamente no negócio desejado;
  • Segmentadas, que criam e aplicam conhecimentos específicos de algum setor ou área;
  • Negócios e Projetos, quando o foco é o desenvolvimento de oportunidades de geração de negócios e construção de projetos envolvendo as soluções das startups e os desafios e espaços abertos no mercado.

Como funciona a Aceleração de Startups?

De uma forma bem objetiva, a Aceleração de Startups foca sempre em potencializar a Startup para atingir o objetivo definido dentro de um prazo de tempo.

Cada programa ou aceleradora, colocará seus recursos disponíveis a favor do cumprimento destes objetivos, cabendo a cada tipo de aceleradora definir também o formato de relacionamento, acompanhamento e entregas do seu programa.

  1. Identifica-se o objetivo da Aceleradora para a busca das startups ideais para o seu programa, que pode ser mirando um desenvolvimento das características internas das startups – time, produto, modelo de negócios, etc. -; o atendimento de uma demanda de negócio específica de um parceiro ou da própria aceleradora; ou até mesmo a conquista de um investimento financeiro.
  2. Após a seleção das startups a serem aceleradas, é estabelecido um plano de ação para o atingimento das metas estabelecidas, assim como as possibilidades de projetos a serem desenvolvidos;
  3. Uma rotina, com uma boa base metodológica, é colocada pela Aceleradora para que se possa ter uma condução eficiente das frentes de atuação. A função aqui é de moderação, gestão e articulação nos pontos necessários para abrir mais caminhos para o sucesso da aceleração;
  4. Por último, todos os envolvidos precisam estar disponíveis e com foco para o sucesso do programa. Afinal, é uma janela de oportunidades com alinhamento das prioridades dos mesmos, ou seja, um terreno fértil para a prática e a inovação vingarem.

Quer acessar o conteúdo completo, detalhando os passos de como a Liga Ventures trabalha sua Aceleração de Startups com grandes empresas? Acesse preenchendo o formulário abaixo!

Preencha o formulário abaixo e acesse o conteúdo completo

Confira também os cases gerados na Oxigênio Aceleradora da Porto Seguro

Botão Voltar ao topo