Inovação

Como estruturar gestão de inovação nas grandes corporações

Inovar é um dos termos mais utilizados por empresas atualmente. O conceito já faz parte de processos em vários setores, como desenvolvimento de produtos, marketing, operação e mesmo em áreas consideradas conservadoras, como recursos humanos e financeiro.

Diante disso, a gestão da inovação é fundamental para alcançar esse objetivo. É esse gerenciamento que permite que todos os benefícios de processos inovadores sejam de fato, aplicáveis às estruturas das empresas.

Continue lendo este conteúdo e descubra o que é gestão da inovação e como estruturar esse controle em seu negócio.

O que é inovação nas empresas

Quando falamos em inovação, estamos falando sobre o desenvolvimento ou transformação de um produto, serviço, técnica ou metodologia para atender uma demanda existente.

Nas empresas, a inovação pode ser percebida através de incrementos ou alterações em: processos e atividades que são realizadas a fim de melhorar os resultados, maximizar a eficiência ou solucionar um problema específico.

Mas, além disso, ainda podemos dizer que no ambiente corporativo, a inovação é uma postura que deve ser adotada pelas organizações. Assim, ações desse tipo acontecem em todas camadas do negócio e modificam a forma como cada empresa se apresenta no mercado e dialoga com as demandas do seu público.

Por fim, é preciso destacar que este conceito não deve ser confundido com criatividade. A criação é uma etapa anterior desse processo. O simples fato de desenvolver algo novo, não faz com que ele seja inovador. Para ser considerado dessa forma, é preciso que a ideia que for implementada tenha: viabilidade, demanda de mercado e que gere valor de fato ao público-alvo.

O que é gestão de inovação

A gestão da inovação é a estrutura que permite que todas as ideias e processos inovadores sejam aplicáveis em uma organização. Além disso, possibilita por meio de definições e diretrizes, a metrificação de resultados e implementação de melhorias contínuas.

De uma forma prática, essa estrutura é composta por ações de planejamento, organização, gerenciamento e controle que auxiliam ideias e projetos inovadores dentro das empresas.

A concretização de tudo que é proposto durante o desenvolvimento de uma solução inovadora, depende diretamente da gestão da inovação. Para isso, são construídos métodos para otimizar cada etapa.

Normalmente, esse processo é dividido em 3 etapas:

  • Começo: essa etapa é onde acontece a entrada de projetos e ideias para o desenvolvimento de soluções inovadoras. É importante ressaltar que por ser um momento de Brainstorming, qualquer sugestão ou possibilidade deve ser aceita, sem um pré julgamento. A inovação aberta é um dos principais caminhos para conseguir sucesso nessa etapa, porque prevê a busca e coleta de informações, advindas de diversos envolvidos, externos e internos.
  • Meio: a gestão da inovação acontece principalmente nessa fase, por meio do gerenciamento dos processos operacionais que são afetados por métodos inovadores.
  • Fim: a última etapa consiste nas entregas e nas soluções desenvolvidas. Com isso, é esperado que elas sejam importantes de fato para a resolução dos problemas mapeados.

Agora que o conceito de gestão da inovação ficou claro, vamos apresentar o passo a passo para estruturar esse processo em sua empresa.

Como estruturar gestão de inovação na prática

Como falamos, a gestão da inovação pode ser entendida como a estrutura que permite que as soluções realmente contribuam para os resultados de uma empresa. Para chegar em um modelo sustentável, alguns passos podem ser seguidos:

1. Tenha uma estratégia definida

O primeiro passo para estruturar a gestão de inovação em sua empresa é definir uma estratégia para ser seguida. Isso consiste em estabelecer os objetivos, recursos, envolvidos e diretrizes para todo o processo.

A estratégia é essencial para a construção de metas, que contribuem para a parametrização dos resultados e otimização de processos.

Dessa forma, a gestão da inovação permite que este processo seja replicado em diversas áreas e projetos da empresa. Uma boa prática para este momento é escolher o tipo de inovação que será seguido.

2. Conte com um modelo de gestão eficiente

Atualmente, existem vários modelos de gestão utilizados nas empresas para direcionar processos e pessoas. Algumas metodologias estão revolucionando a forma como gestores lidam com essas atividades, e contribuindo para que, inovações façam parte do dia a dia das organizações.

Para exemplificar, podemos citar as várias aplicações dos modelos de metodologias ágeis e a utilização de Design Thinking para a criação de novas soluções.

É importante destacar que, o modelo de gestão deve favorecer de fato a inovação. Métodos conservadores, normalmente, não estão adaptados às transformações necessárias para aplicação desse tipo.

3. Crie um programa de inovação

Quando os processos e as ações necessárias para o desenvolvimento de soluções inovadoras fazem parte de um programa, fica muito mais fácil gerenciar e administrar os resultados.

Esse programa deve conter incentivos para todas as etapas da inovação. Passando pela ideação, treinamentos e capacitação; chegando em parâmetros para calcular o sucesso do processo.

4. Invista em uma cultura de inovação

A gestão em questão, também faz parte do processo de criação de uma cultura voltada e adequada para inovação. Por isso, além de estruturar todas as etapas, é necessário incentivar a adoção e prática de conceitos inovadores em todos as áreas e atividades da empresa.

Quando falamos em cultura da inovação, nos referimos sobre o caráter inovador do negócio em torno de pensamentos, visão, DNA e objetivos. Ao seguir esse caminho,consequentemente a gestão também passa a se comportar na linha desse pensamento.

Quais são as tendências da gestão de inovação

Durante algum tempo, o pensamento comum era que a gestão da inovação só fazia sentido para startups e para empresas de tecnologia. Porém, acompanhamos o sucesso na utilização desse processo em negócios de todos os tamanhos e setores.

Um bom exemplo de como a gestão da inovação pode estar em empresas de qualquer formato são os programas de aceleração corporativa. Esse projetos são responsáveis por apoiar e possibilitar o desenvolvimento de projetos inovadores associados à organizações, de forma mais rápida e estruturada.

As tendências desse tipo de gestão no mercado, podem ser percebidas em ações que buscam automatizar e integrar setores e áreas. Controles integrados possibilitam que operações consigam ser mais eficientes e rápidas e assim, apresentem menos perdas e melhores resultados.

Portanto, a gestão da inovação é fundamental para o sucesso de qualquer projeto ou ideia em uma organização. Realizar esse controle permite ainda para empresas que não adotem esse pensamento, consigam estruturar e tornar replicável bons resultados desse processo.

Está querendo investir em gestão de inovação para sua empresa. Veja como gerar bons resultados por meio da inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar