Early Adopters: o que são e qual a importância no processo de inovação
Inovação

Entenda o que são early adopters e como podem impactar o seu negócio positivamente

O que são os Early adopters

Em um contexto cercado por inovação, os early adopters são o grupo de usuários que estão abertos à experimentação de novidades. Essas pessoas possuem mais disposição para testarem e adquirirem novas tecnologias e soluções, mesmo que ainda não tenham sido testadas por outros indivíduos.

Em uma livre tradução, podemos dizer que early adopters são os adotantes iniciais de algo que está surgindo no mercado. No entanto, no meio de empreendedorismo, startups e inovação, esses usuários também são conhecidos como adotantes imediatos ou precoces.

Além do papel de experimentação da aderência da solução, geralmente, os early adopters também são responsáveis pelo fornecimento de feedbacks de melhorias de produtos e serviços. Por esse motivo, costumam, ser representados por usuários promotores e constantes de marcas.

A natureza do termo early adopters

Esse termo foi criado a partir de uma teoria desenvolvida por Everett Rogers, teórico e sociólogo americano focado em comunicação.

O trabalho é conhecido como a teoria da difusão da inovação. De acordo com Rogers, quando falamos em inovação, podemos classificar o comportamento dos indivíduos em 5 categorias:

1 - Inovadores: são os autores de ideias inovadoras. Geralmente, é o grupo de pessoas que está responsável por projetos de produtos, serviços e tecnologias novas por acreditar que a inovação é algo emocionante e necessário.

2 - Adotantes imediatos: os early adopters como foi citado acima. Os primeiros a testarem algo novo e forneceram feedbacks antes que uma grande maioria utilize.

3 - Maioria antecipada: depois dos adotantes imediatos, a inovação é utilizada por um grupo maior, constituído por uma variedade maior de pessoas, mas com uma tendência maior para fornecer opiniões e influenciar outros usuários.

4 - Maioria tardia: esse grupo, geralmente, adere e utiliza a inovação em um segundo momento. Normalmente, é influenciado pela opinião dos indivíduos presentes nos outros grupos e demora um pouco para aceitar essa novidade.

5 - Retardatários: geralmente, é composto por um grupo de pessoas mais conservadoras. Esses indivíduos são mais tradicionais e, por isso, a interação com a inovação é ainda mais tardia do que os outros grupos.

A partir desses grupos, a teoria desenvolvida por Everett Rogers sugere, em forma de gráfico, como fica a curva de adoção da inovação. Assim, podemos entender melhor o tempo de adoção de cada grupo analisando a imagem abaixo:


Características e perfil dos early adopters

É sempre importante falar que um grupo de early adopters, geralmente, é composto por indivíduos com características diferentes. Essa variedade é importante inclusive para que os feedbacks sejam variados e que as soluções possam ser testadas em várias aplicações.

No entanto, podemos identificar algumas características que são compartilhadas:

Conectividade social

Os early adopters são pessoas mais adeptas à ferramentas para conexão em redes e comunidades. Dessa forma, são indivíduos mais extrovertidos, sociais e com alta capacidade de comunicação.

Inovação como benefício

Uma outra característica presente nos early adopters é o entendimento que a inovação pode trazer benefícios para a sociedade. Assim, é comum relacionar este grupo com as pessoas que aceitam e utilizam rapidamente a tecnologia em processos tradicionais e antes realizados de forma manual.

Positividade

A capacidade de manter a visão positiva e tirar o melhor de cada situação é algo presente nos early adopters. Pessoas que não possuem essa característica, geralmente, em situações que são confrontadas com novidades, tendem a observar apenas as mudanças e o desconforto das novidades.

Por outro lado, a visão positiva faz com que seja possível absorver mudanças e enxergar benefícios de uma forma mais natural.

Consciência de dor

As pessoas que são conscientes de suas dores tendem a aceitar melhor soluções que são apresentadas para solucionar esse problema. Assim, entender essa dor é fundamental para a aceitação da inovação, da tecnologia e de mudanças que apareçam para melhorar o dia a dia.

Busca constante por novas soluções

Com a consciência sobre a dor, os early adopters, geralmente, procuram por soluções para resolver o problema. Essa característica pode ser observada em pessoas que utilizam primeiro os novos smartphones por procurarem aparelhos melhores.

Por que essas características são importantes?

Diante dessas características, os early adopters contribuem para que empresas e projetos sejam testados e divulgados na sociedade.

Essa contribuição acontece, sobretudo, baseada em dois pilares:

1. Facilidade de implementação

Por suas características, os early adopters são adaptados às inovações e mais propensos à prática do feedback. Assim, mesmo em caso de lançamento de um MVP, esse público é chamado para utilizar o produto ou serviço para que seja possível analisar se a solução é realmente eficaz.

Além disso, a facilidade também é percebido pelo fato de ser um grupo de pessoas com menor probabilidade de não entendimento do produto ou serviço, afinal são pessoas mais acostumadas com tecnologia, inovação e outras soluções que a empresa já oferece.

2. Segurança e experimentação da possibilidade de desenvolvimento

Como falamos, por ser um grupo de pessoas com mais facilidade de se comunicar, testes e desenvolvimentos de novas funcionalidades são realizados rapidamente. Melhorias, ajustes e demandas de produtos são constantemente encontradas depois da utilização dos early adopters.

Importância dos Early adopters

Para empresas e projetos, os early adopters são muitas vezes chamados de personas e público ideal, pois são pessoas que possuem as dores que a solução se propõe a resolver e estão dispostos a aceitar a inovação.

Além disso, podemos destacar que a importância dos early adopters para as empresas se relaciona com:

Disposição ao risco

Um ponto importante dos early adopters é a facilidade que essas pessoas têm de correr riscos. Ao assumir o papel de adotante imediato, o usuário se apresenta para testar um novo produto ou serviço sabendo do risco que envolve e sabendo sobre o papel de contribuir para a melhoria.

Possibilidade de monetizar a empresa mesmo no estágio de MVP

Sabemos que os estágios iniciais de lançamento de um produto ou serviço são complicados. Além das várias melhorias, testes e desenvolvimentos que devem ser feitos, há a necessidade de monetizar a solução e começar a criar mercado.

Os early adopters servem justamente para resolver esse problema. Com a fidelização do público, é possível monetizar o produto, mesmo ele ainda não estando finalizado.

Portanto, principalmente para startups, entender quem são seus early adopters e criar formas de se comunicar diretamente com eles é, sem dúvida, um passo importante para conseguir colocar uma solução no mercado e para criar um público que forneça feedbacks e ajude no crescimento da solução.

Falamos muito sobre os early adopters, no entanto, é necessário saber como é o ambiente por trás das soluções inovadoras. Para isso, leia o conteúdo que fala sobre o que é inovação.

 

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar