Entrevista: Giuseppe Lumare Júnior, Diretor Comercial na Braspress
Entrevistas I LogTechsLogtechs

Giuseppe Lumare Júnior, Diretor Comercial na Braspress

Confira a entrevista do Liga Insights com Giuseppe Lumare Júnior, Diretor Comercial na Braspress, sobre o papel da tecnologia na gestão logística

Giuseppe Lumare Júnior, Diretor Comercial da Braspress, foi um dos entrevistados para o estudo Liga Insights Logtechs, lançado em novembro de 2019. Durante a entrevista, ele comentou sobre o importante papel da tecnologia na gestão logística.

O estudo completo está disponível para download neste link.

A Braspress é a empresa líder do país no transporte de encomendas, atendendo 100% do território nacional. A companhia conta com 90 filiais distribuídas por todo Brasil e mais de 5.000 colaboradores diretos.

Formado em administração pela Universidade Ibirapuera, e em Filosofia pela Universidade São Judas Tadeu, Giuseppe Lumare Júnior atua, há mais de trinta anos, na diretoria comercial da Braspress. 

Confira a seguir a entrevista na íntegra:

 

Liga Insights (LI) - Na visão da Braspress, quais os principais desafios logísticos oferecidos pelo país para as transportadoras?

Giuseppe Lumare (GL) - O maior desafio é conviver com as flutuações da atividade econômica. O transporte prospera em períodos de crescimento e, em contrapartida, sofre muito em época de retração. De todo modo, os desafios decorrentes do ambiente de negócios atual do país são sempre os de manter o nível de qualidade e continuar investindo em sua melhoria.  

LI - Quais as principais iniciativas da Braspress, no sentido de superar estes desafios?

GL - Temos investido, de modo contínuo, para a superação dos desafios que envolvem nosso ambiente econômico e, graças a isso, estamos colhendo os frutos de nosso esforço. O mercado atual, como sabemos, demanda inovação constante e, por isso, temos adotado essa tônica em nosso modelo de gestão atual. Neste sentido, temos lançados novos produtos continuamente para satisfazer as novas demandas de mercado, as quais sempre estão, a rigor, ligadas com as questões da melhoria dos prazos de entrega e de uma melhor gestão do fluxo de informações na cadeia logística. 

LI - Como avaliam o papel da tecnologia na gestão logística e quais as iniciativas da empresa voltadas para este contexto?

GL - A logística e o transporte estão na linha de frente dos investimentos em tecnologia no ambiente de negócios atual. A ideia mais seminal nesse sentido é possibilitar a melhor experiência ao cliente. Transporte, afinal de contas, nada mais é do que um produto abstrato construído com soluções de tempo e modo. Em outras palavras: uma especialidade de transporte é um modo de operar controlando o tempo e gerindo as intercorrências alheias à vontade do cliente. O bom transportador é um preposto de soluções cuja eficácia se mede pela velocidade de resposta aos problemas. Toda articulação na qual se baseiam os bons serviços de transporte depende das novas tecnologias aplicadas às operações e às centrais de informação, e é nisso que temos centrados nossos esforços. 

LI - A empresa acompanha o ambiente de startups de logística no Brasil? Se sim, como enxergam a maturidade deste mercado? 

GL - As startups de logística são sempre muito inovadoras, mas frequentemente atuam focadas em demandas que ainda não têm massa crítica ou que não justificam esforços dedicados das empresas da velha economia. O verdadeiro desafio, neste sentido, é inovar dentro das possibilidades de mercado decantado, ou seja, mercados mais amadurecidos cujas demandas estão claramente colocadas. No limite, o transporte precisa inovar durante as mudanças de tendências que ocorrem no dia a dia. Dito isso, temos contato constante com startups focadas em atividades que são insumos para a área de transportes. 

LI - Na visão da Braspress, quais as principais tendências tecnológicas que podem influenciar, positivamente, o ambiente logístico no Brasil ao longo dos próximos anos?

GL - As tendências mais evidentes estão ligadas à evolução do conceito de logística 4.0 e as ideias de fabricação enxuta. Nesse sentido, há vários projetos em andamento, no Brasil e de modo global, que visam reposicionar as organizações do segmento dentro de novos patamares tecnológicos e de inovação. 

Confira o estudo completo Liga Insights com o tema Logtechs!

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar