Entrevistas | MarTechsMarketing (MarTechs)

Entrevista com: Luna Gutierres

Sócia da Repense e Professora da FIAP

Luna Gutierres, Professora da FIAP e Sócia da Repense Comunicação, foi uma das profissionais entrevistadas para o estudo Liga Insights MarTechs, lançado em setembro de 2018. Durante a entrevista, Gutierres abordou como os profissionais de Marketing podem acompanhar as mudanças tecnológicas, comentou sobre os desafios do Marketing 4.0 e como é possível promover as inovações dentro da área de Marketing, além de dar sua opinião sobre o que é esperado das MarTechs.

O estudo completo está disponível para download neste link.

A Repense Comunicação é uma agência-líder, focada numa disciplina de comunicação específica, com destaque para o Marketing digital e que desenvolve trabalhos de BrandingDesign, Propaganda, Marketing direto, comunicação interna, entre outros.

Luna Gutierres é formada em Direito pela FMU, possui MBA Executivo em Marketing pelo Ibmec e é Mestre em Aprendizagem e Semiótica pela Pontifícia Universidade de São Paulo (PUC-SP). Foi Diretora de Marketing Direto pela JWT, além de Head de Planning e Diretora de Operações na OgilvyOne. Em 2014 se tornou Partner e General Manager na Repense Comunicação e desde 2017 é Coordenadora e Professora do MBA de Digital Data Marketing na FIAP.

Confira a seguir a entrevista na íntegra:

Liga Insights (LI) - De que forma que os profissionais de Marketing podem acompanhar as mudanças que acontecem na área e quais novas habilidades precisam ter?

Luna Gutierres (LG) - Devem estar abertos para o novo, buscar conhecimento e adquirir novas habilidades que antes não eram exigidas, como uma afinidade com tecnologia. Não dá para considerar hoje um profissional de Marketing que não tenha interesse por interpretação de dados, por exemplo. Além dos conhecimentos e habilidades tradicionais dos profissionais, faz parte do dia a dia transformar dados gerados pelos clientes em informação. Trabalhar com esses tipos de dados não é algo novo na área. Para os profissionais que atuam com Database Marketing, Marketing de relacionamento ou Marketing direto, os dados sempre foram matérias-primas. Porém, hoje temos acesso a duas dimensões de dados gerados pelos consumidores: os estruturados e os não estruturados.

Marketing atual precisa trabalhar com estas duas dimensões. O analytics vai além da análise da transação. Considera também o lifetime value do cliente, sua capacidade de amplificação e colaboração com a marca.

LI - Quais são os desafios inerentes ao Marketing 4.0?

LG - Considerar que o poder está na mão de quem compra e não de quem vende, entender que uma boa experiência com a marca é que fará o cliente voltar a fazer negócios, além de acompanhar a mudança na lógica da segmentação, posicionamento, geração de valor. Não é suficiente mais promover a marca; ela precisa ser recomendada por outros consumidores. O empoderamento do consumidor aliado aos avanços tecnológicos devem ter a atenção integral das marcas que querem se destacar no cenário atual. Elas devem observar as tendências tecnológicas que possuem grande potencial, como o amadurecimento de inteligência artificial, assistente virtual de voz e context aware.

Essas tendências fazem com que a publicidade e as marcas sejam cada vez mais invisíveis. Conduzido pelos princípios da economia comportamental e viabilizado pelas novas tecnologias, o Marketing invisível consiste na mensagem que é recebida pelo cliente, em vez do que é dito pela empresa. É a resposta emocional que sentimos em relação a um produto durante uma determinada hora do dia ou o desejo de comprar algo sem sentir como se alguém os estivesse vendendo.

LI - Como promover inovações dentro de uma área como Marketing, que constantemente muda seus processos?

LG - Promovendo o debate, investindo em treinamento e estimulando o trabalho colaborativo e interdependente, derrubando os silos dentro das empresas. Além disso, executar a multiplicação do pensamento centrado no cliente de forma engajadora, ter uma comunicação clara e consistente por parte da liderança.

É importante criar programas de treinamento relevantes e de alta qualidade que estejam alinhados com os objetivos organizacionais. E desenvolver ferramentas de reforço no ambiente de trabalho para sustentar e estimular a inovação também são formas de estimular a inovação.

LI - O que é esperado das MarTechs?

LG - Espera-se que de fato contribuam para o exercício da funções de Marketing de forma efetiva e eficaz, apresentando soluções alinhadas com os desejos do consumidor, que cada vez menos desejam ser interrompidos por mensagens irrelevantes. Além disso, os dados captados devem ser utilizados para seus benefícios e de suas vidas serem facilitadas desde o momento da decisão da compra até o pós venda.

Saiba o que os profissionais de grandes empresas e especialistas estão falando sobre o tema em entrevistas completas aqui

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ad Blocker Detected!

Advertisements fund this website. Please disable your adblocking software or whitelist our website.Thank You!
Fechar
Fechar